Publicado em

Pinóquio: material de apoio

Esse material foi desenvolvido para ser usado em conjunto com livro ” As aventuras de Pinóquio” de Carlo Collodi (O livro não está incluso) Deixo aqui a indicação da edição que usamos:

Tudo aqui foi especialmente elaborado para auxiliar e complementar o estudo do livro trazendo as informações de ciências e geografia.

Aqui estão inclusas informações sobre os personagens principais e secundários, bem como da vegetação e relevo além de algumas profissões citadas . Tudo feito pensando no desenvolvimento e aprimoramento do conhecimento científico.

Indicamos o guia de leitura e estudo das virtudes do programa “Valores e Virtudes” (Desenvolvido pela Katarine Jordão) para o estudo completo do livro.

Quer adquirir o o guia de leitura e estudo das virtudes do programa “Valores e Virtudes” (Desenvolvido pela Katarine Jordão) e o nosso material de apoio, por um preço super especial?

Clique aqui e aproveite a promoção do COMBO

 

Conheça também “O vento nos salgueiros: Material de apoio

 

Publicado em

Planner 2019 para Homeschool

Meu nome é Rachel Haswell, eu sou a autora do blog familyhastools.wordpress.com , do site familyhastools.com e deste Planner.

Eu já utilizei alguns planners importados e nacionais, todos feitos com muito carinho, mas nenhum supria todas as minhas necessidades. Sempre gostava de alguma coisa, mas não era completo para mim, então decidi fazer o meu próprio planner.

Tudo o que nele está foi elaborado para facilitar a vida das mães que fazem educação domiciliar. Ele é completo, desde o planejamento das atividades de estudo e do lar, relatórios e avaliações, além também do controle financeiro. Consultei ainda mães mais experientes, às quais sou muito grata pelas sugestões e apoio, e estas me ajudaram a completar com o que julgavam necessário.

As primeiras folhas são para serem impressas frente e verso compondo seu planner.

As folhas seguintes seguem os complementos do planner. Você pode escolher o que imprimir e na quantidade que desejar. As folhas não são numeradas.

Fiz ainda abas coloridas para recortar, dobrar e colar no seu planner, facilitando assim o manuseio e consulta do mesmo.

Busquei também atender a necessidade de famílias assim como a minha com mais de um filho, criando tabelas que permitem gerenciar essa dinâmica com mais filhos.

Descrição
Formato: PDF
Tamanho: A4 – 256 páginas
Tipo de impressão adequada: frente e verso o Planner  e Cardápio

Instruções de Impressão e maiores detalhes se encontram nas duas últimas páginas do arquivo.

As demais folhas são opcionais na composição do seu planner e na quantidade desejada.

Conteúdo

Conteúdo
– Calendário mensal de janeiro a dezembro de 2019;
– Linhas gerais para cada mês (Objetivos, compromisso, datas importantes, anotações, feriados);
– Planejamento mensal

– Planejamento semanal por turno (manhã, tarde, noite), na versão vertical com mais espaço para anotações;

– Abas para recortar, dobrar e colar no seu planner a fim de identificar os meses e facilitar o manuseio de consulta do mesmo;

– Planejamento de refeições semanal (café, almoço e jantar) com lista de compras.

– Folha para adicionar o lema ou versículo tema do homeschool da família;

– Folha de objetivos gerais e específicos;

– Registro de leitura familiar;

– Registro de leitura individual;

-Registro de leitura com data de início e fim;

– Ficha de leitura de livro, com perguntas;

– Análise narrativa com espaço para ilustração;

– Cópia de parágrafo para prática de caligrafia

– Planejamento de matérias (grade curricular)

-Planejamento de conteúdo;

– Visão geral do currículo para preencher, dois exemplos preenchidos para séries diferentes;

– Agenda semanal individual com horários preenchidos e outra em branco;

– Planejamento de atividades externas;

– Planejamento semanal destacável (para colocar em algum lugar visível da casa);

– Lista de recursos online;

-Roteiro de conteúdo (concluído/ rever);

– Roteiro para experimento científico;

– Lista de tarefas domésticas com espaço para mesada ou sem mesada;

– Planilha de Planejamento financeiro mensal

– Orçamento

– Lista de compras

– Calendário 2020

– Metas 2020

– Objetivos gerais

– Objetivos Específicos

– Lista de Filmes- Documentários – Séries

– Arquivo com Caléndários mensais no tamanho A3.

– Folha com descrição completa do produto e sugestões de impressão.

 

Deixo aqui o vídeo do planner de 2018 para quem ainda não conhece :

Publicado em

Planejamento

Penso ser crucial planejamento para uma educação bem-sucedida. Planejar faz com que tenhamos em mãos ferramentas necessárias para a magnífica obra de educar, e que esta seja de fato bem construída desde sua fundação até o telhado e por fim o acabamento feito de maneira suprema.

Além de organização, eu diria que ímpeto em buscar informação são cruciais para sucesso na educação domiciliar.

Não é todo mundo que pode se dar ao luxo de ter uma biblioteca de alto nível em casa (com as melhores e mais desejadas obras clássicas), ou ter um tutor ao seu dispor todos os dias da semana.

Como então fazer com que funcione? Planeje!
Sei que não é fácil planejar do zero, mas o fato de querer planejar e de fato dar passos práticos para isso já indica que está no caminho certo.

Quem costuma receber tudo como diz a expressão “ de mão beijada”, não seguirá a empreitada da educação domiciliar por muito tempo. Educar no lar exige esforço, muito esforço e dedicação, mas os louros são saboreados quando atingidos.

Para aqueles que ainda desejam e irão seguir o caminho deixo esse vídeo breve que eu gravei para a EDUCALAR com algumas dicas para ajudar no seu planejamento do homeschool.

Se deseja saber mais sobre o meu Planner clique aqui.

Publicado em

Estudo por unidades (Temas)

Como comentei no post anterior, o nosso primeiro tema de estudos por unidade foi “abelhas”. Como bióloga e uma pessoa que ama estudar temas assim decidi desenvolver um material diferenciado buscando suprir tudo sobre este assunto para a fase da gramática.

Tudo o que na apostila está foi especialmente elaborado para explicar as características e dúvidas principais do tema , buscando instigar as crianças a seguirem uma linha de raciocínio lógico na busca por informação dentro do tema.

botão compre aqui

Segue algumas imagens de partes de conteúdo presente na apostila bem como o índice.

O arquivo é em PDF:  Total de 49 páginas + arquivo com sugestões de uso.

(Download direto após confirmação do pagamento)

Indicação: 4 -1 2 anos (Tem atividades para crianças menores e maiores)

capa Unidade de estudo abelhasindice unidade de ablehas pag 01indice unidade de ablehas pag 02

Clique aqui para Comprar:

botão compre aqui

 

 

Publicado em 1 comentário

Primeira troca de caixas regionais – Brasil

primeira troca de caixas regionais Brasil

Gostaria de convidá-los a participar de um projeto novo. Inspirada por uma conhecida minha que tem feito “state exchange” nos Estados Unidos, resolvi criar algo semelhante aqui no Brasil. ” Primeira Troca de caixas regionais”. É uma forma de famílias educadoras interagirem e as crianças se divertirem aprendendo sobre diferentes Estados do Brasil. O regulamento está ao final desta publicação. Mas no geral cada família educadora participante ficaria responsável por montar uma caixa surpresa com artigos regionais (flora, curiosidades, livro sobre a cultura local ou de um autor local, etc), está tudo detalhado no regulamento e enviar à família que foi sorteada para o envio. Eu cuidarei para que todos os que se dispuserem a participar recebam uma caixa de uma localidade diferente de onde reside e preparada por um criança na mesma faixa etária. Seria muito bom se conseguíssemos que pessoas de quase todos os Estados brasileiros participassem. Fica o convite. Vamos participar pessoal as vagas estão acabando. [Ainda temos 11 Vagas]. Thanks for the inspiration @pineapplenest ! We are doing “state exchange” here in Brazil.

Se quer participar conosco envie uma mensagem aqui no perfil ou na nossa conta no instagram @familyhastools.
.

Regulamento:
Regras para participar:
Cada família participante deverá montar uma caixa com os seguintes itens:
– Amostras de flora (folhas, flores secas) regionais, se possível enviar uma nota de descrição junto.
– Mapa da região.
– Principais pontos turísticos (sugestão: cartões postais).
– Um livro (de preferência que siga a linha de “Livros vivos” da Charlotte Mason).
– Lista de expressões locais.
– 2 itens livres (use sua criatividade).
– Se quiser adicionar algo mais fique à vontade.
Após fechado o número de participantes, será feito um sorteio e cada família receberá uma mensagem com os dados da família para qual deve enviar.
Prazo final de envio das caixas será em novembro (a data será avisada a todos os participantes por mensagem).
O comprovante de envio deve ser encaminhado aos organizadores quando efetuado.

Publicado em 1 comentário

Indicação de livros: Geografia 

bússula e mapa

Me perguntaram recentemente sobre um livro que uso em minhas aulas de geografia com minhas filhas e me sugeriram fazer uma publicação sobre os materiais deste tema que uso, e deixar de indicação para outras famílias. Então vamos lá!

Além dos mapas tradicionais uso alguns livros e ao meu ver um livro de geografia para a fase da gramatica, não precisa de muita informação. Eu não gosto de livros “poluídos”, cheios de informação {Faz pouco tempo comprei um livro pela capa, sim eu comprei online, sem fotos internas do produto. Quando o abri fiquei horrorizada, tinha tanto desenho (caricatos) e tanto quadrinho com informação, que chegou a me dar dor de cabeça…. Contatei a empresa e devolvi imediatamente!}.

Livros de geografia para mim precisam ter o básico nesta fase, mapas e algumas informações. Belas ilustrações e não um monte de texto.

Diante disto, gostaria de indicar três livros, dois em português e um em inglês.

Em português o livro que gosto muito é da Editora Usborn, Atlas mundial (livro de adesivos). É uma graça para crianças pequenas. Tem 350 adesivos. Ajuda a conhecer a fauna e flora de cada região. Ele tem um bom tamanho para se usar nas aulas, e tem o interativo da criança ir colando os adesivos de Flora, fauna e curiosidades conforme for estudando. Segue algumas fotos:

 

Em Inglês, está o meu livro favorito para estudar geografia. Lindo, além de mapas traz curiosidades de cada região: população, capital, língua local, comida típica, flora, fauna, pontos turísticos, trajes e até personagens históricos mundialmente conhecidos. Esse livro é o meu queridinho. Ele é maior que o primeiro. Está lindamente ilustrado (os desenhos me lembram muito as ilustrações usadas nos “Nature journals” (Diários da natureza), usados no ensino de ciências no método da Charlotte Mason.

 

Um outro livro muito bom para crianças maiores é o livro “ Mundo: uma introdução para crianças”. Repleto de boas informações, muito bem ilustrado sem ser poluído e traz diversas curiosidades. Ele detalha bem desde os conceitos básicos do nosso planeta até detalhes de cada continente e país. Vale a pena investir neste também. Segue algumas fotos:

Publicado em 2 comentários

O método de Charlotte Mason

“Educação não é o preenchimento de um balde, mas o acender de um incêndio” (William Butler Yeates)

O Método da Charlotte Mason é um método de ensino mais natural, e penso eu, que respeita mais o tempo da criança e a forma por completo. Este, busca incutir hábitos de autodisciplina nas crianças através de um rotina diária, concentração, autocontrole, honestidade, cooperação e altruísmo.

“ Uma verdadeira vida intelectual não é alcançada pelo exercício da mente das crianças como se não fossem nada mais do que máquinas de memória” (Karen Andreola)

As crianças não precisam de quantidade de informação e sim qualidade. As crianças são completas, repletas e com possibilidades internamente e externamente infinitas. As crianças não são adultos incompletos. As crianças se tornam adultos. O que elas precisam é serem guiadas, receberem nutrição adequada e oportunidade.

Tratar seus filhos como uma pessoa significa que sua intenção em toda a sua instrução é liderá-los ao mundo das idéias, presente nos livros, não para você ser visto como uma autoridade solene em todas as disciplinas. Significa também inspirar a criança a aprender, respeitando sua personalidade enquanto, ao mesmo tempo, ser um modelo de amor pela aprendizagem.

O método tem tripla abordagem: “A educação é uma atmosfera, uma disciplina, uma vida” (Charlotte Mason)

A melhor literatura e experiências da vida real são os recursos primários para o aprendizado e instrução. A abordagem “baseada na literatura, aprenda fazendo” da metodologia da Charlotte Mason era amplamente usado na Inglaterra até a década de 60 e está curtindo uma renovação entre as famílias que praticam a educação domiciliar (Homeschooling).

“Queremos que as crianças cresçam e encontrem alegria e frescor no gosto e no sabor de um livro” (Charlotte Mason)

Este método não requer livros textos e usa alguns poucos materiais de apoio, além de literatura de alta qualidade, um manual do professor, materiais básicos e o principal: O coração da criança.

Essa abordagem é mais em manter o real sentido de educação. A criança é liderada em busca de conhecimento, o educador precisa apenas acender o fogo e manter ele aceso.

O método consiste, falando simplificadamente, nas sete chaves do aprendizado e nas seis ferramentas do aprendizado.

As sete chaves do aprendizado consistem em:

  • As Crianças são pessoas
  • Crianças amam aprender
  • Aprendizado exige uma atmosfera de suporte
  • Oralidade é essencial para alfabetização
  • O aprendizado ocorre quando há envolvimento ativo
  • Ideias vivas são o alimento natural da mente
  • A formação de hábitos efetivos conduz a uma vida produtiva

As seis ferramentas do aprendizado são:

  • Narração
  • Literatura
  • Narrativa (Narrativa de histórias)
  • Estudo da Natureza
  • Lições curtas
  • Recursos Locais

Educação é muito mais que acumulação de conhecimento. Maturidade e sabedoria requerem reflexão sobre as ideias. Esse método assim como o clássico tradicional busca uma formação completa do indivíduo. Mas o método da Charlotte Mason é o Ensino clássico sob a ótica cristã.

Segundo Harvey e Laurie Bluedorn (Ensinando o Trivium, 2016), o método da Charlotte Mason e o Trivium aplicado se encaixam muito bem. Eles se completam e se reforçam. Quando combinados, enriquecem a experiência da educação domiciliar.

“queremos que nossos filhos sintam que cada nova lição lhes dá um “abre-te sésamo” para um palácio de fadas cheio de tesouros que valem a pena buscar; que são herdeiros de todos os ganhos acumulados em épocas passadas, não escravos condenados a uma tarefa monótona e árdua” (Kathleen Warren, 1903)

CHILD- LIFE IN THE COUNTRY, Oliette, 1914

Se você quer saber mais sobre este método, eu gostaria de fazer algumas indicações:

Português:

https://www.facebook.com/CharlotteMasonBrasil/

(Descubra Charlotte Mason) Seu Método

Inglês:

https://www.amblesideonline.org/ (Neste pode-se encontrar um currículo gratuito disponível para as diversas séries)

https://simplycharlottemason.com/planning/curriculum-guide/

http://charlottemasonhomeschooling.com/

Publicado em 3 comentários

Porque escolhemos o ensino clássico

 

O ensino clássico é muito mais do que um padrão de aprendizado. Ele segue um padrão específico composto de 3 partes. Primeiro a mente é suprida com fatos e imagens, na sequencia são fornecidas ferramentas lógicas para que estes fatos e imagens sejam organizados e por fim a mente é equipada para expressar conclusões.

Na minha humilde opinião a beleza e a riqueza do ensino clássico consiste em que na mente clássica todo o conhecimento está inter-relacionado.

O Ensino Clássico é compreendido pelo Trivium e pelo Quadrivium.  O Trivium, como o próprio nomes diz, são três partes: Gramática, Lógica e Retórica. E o Quadrivium, quatro partes: Aritmética, Geometria, Música, Astronomia.

Quero aqui deixar uma citação da Ruth Beechik (A strong start in language: grades K-3. 1993):

“Nossa sociedade está tão obcecada com criatividade, que as pessoas querem que as crianças sejam criativas antes delas terem qualquer conhecimento ou habilidade para os quais terem criatividade”.

Na fase da Gramática, os anos de papagaio ou de esponja, a educação clássica exige que o estudante colete (absorva), entenda, memorize e categorize toda a informação recebida.

Se espremermos uma esponja seca, nada sairá dela e, portanto, a esponja precisa ser preenchida.

Nosso trabalho nos anos iniciais é encher de conhecimento as habilidades que vão permitir que nossas crianças transbordem em criatividade conforme suas mentes amadurecem.

Nos primeiros anos de aprendizado devemos encher ao máximo (que conseguirmos) a mente e a imaginação de nossos filhos com pinturas, imagens, histórias e fatos. Uma vez que a informação entra na memória, nós a reconhecemos e começamos a acumular mais e mais detalhes. E quando a criança ouvir por exemplo sobre um tema em diferentes contextos ela acessará o conhecimento prévio e absorverá e aprenderá algo novo.
Devemos buscar nos anos iniciais esse desejo por aprender, e isso ajudará a criar as fundações com os montantes de conhecimento fornecidos durante a fase da gramática. Isso possibilitará nas demais fases o desenvolver essa sede de conhecimento e ajudará também no progresso do autodidatismo.

Ensino Clássico

Publicado em

O começo

Antes de começar gostaria de me apresentar. Meu nome é Rachel Haswell. Sou casada com o Daniel e mãe de três lindas meninas (reparem na “logo”, fiz questão de colocar cada uma de nossas filhas ali).

Nossa jornada pelo homeschool começou antes mesmo de nos casarmos. Quando namorávamos descobri que meu marido havia estudado em casa um período de sua vida e ele já estava formado da faculdade e com pós graduação. O que pra mim era muito abstrato, pensava comigo mesmo como estudar em casa podia ser possível? Como conseguiu ingressar na Universidade? Claro que ele sanou todas as minhas dúvidas. E comentou comigo seu desejo de educar seus filhos em casa quando ele casasse e os tivesse.

Eu então comecei a me informar sobre o assunto, e me sentia incapaz de tal proeza e disse isso a ele. Ele com toda calma do mundo falou que ele me ajudaria nessa empreitada.

Eu confesso que tinha um pé atrás e deixei claro a ele. Mas conforme fui estudando e conhecendo mais sobre o educar em casa, aquele monstro do desconhecido foi sumindo. Fomos também conhecendo famílias que educavam em casa e vendo o quão natural era.

Iniciei a educação de nossa filha mais velha por volta dos 2 anos, utilizando o método Montessori. Eu gostava do quão lúdico era, mas por volta dos 3 anos sentia falta de algo mais substancioso, algo mais profundo. Minha filha tinha sede de conhecimento, e percebi que precisava de algo mais e não era um monte de conteúdo!

Comecei então minha busca por métodos famosos nos Estados Unidos (onde existem inúmeros currículos disponíveis).

Pesquisei muito!

Cheguei então ao currículo da Charlotte Mason! Que delícia! era o que eu procurava!
Ensino clássico sob a ótica cristã.

E cá estamos  com três filhas e seguindo na educação domiciliar integral. Queremos proporcionar às nossas filhas a melhor educação possível, personalizada a cada uma e otimizadas nas aptidões delas. Ninguém as conhece melhor do que nós, sabemos seus pontos fortes e suas dificuldades e vamos trabalhar eficientemente e com amor na educação delas.

No próximo post vou falar um pouco mais sobre o método da Charlotte Mason.

Blog Family has tools -1